Algumas vezes, sonhar descendo escadas com medo é um tipo de sonho que pode ocorrer quando o sonhador está passando por um momento de sua vida em que está tentando se aprimorar ou aprender algo que ele sabe que exigirá bastante tempo e dedicação de sua parte, e que por esses serem conhecimentos serem novos, isso tem trazido sensação de medo e incerteza.

Vale lembrar que esse aprendizado não necessariamente está relacionado a algo conectado a vida material, como por exemplo algo relacionado à sua área de trabalho ou estudos. Isso pode ser simplesmente o foco no desenvolvimento da própria autoestima, do autoconhecimento e a modificação de padrões comportamentais e mentais que até então eram limitantes.

Metaforicamente, sonhar descendo escadas com medo denota que o medo pode ser um representativo das incertezas que a sensação de que talvez possamos estar prestes a encarar uma realidade desconhecida (o destino para qual a escada está levando) costuma trazer.

Quando estamos incertos sobre o desfecho de algo, teoricamente todos nós sabemos que deveríamos nos manter abertos a possibilidade de que a mudança aplicada possa trazer tanto coisas que desejamos, quanto coisas que nós inicialmente não desejamos, por sua vez nos dando a ideia de serem coisas desagradáveis, não é mesmo? Mas a realidade é que muitas vezes nós não conseguimos aplicar essa ideia em nossa vida e confiar completamente. Isso é perfeitamente natural, o desconhecido nos dá medo. E faz parte de nosso próprio instinto de sobrevivência, pois o homem naturalmente deseja se certificar de que de fato o local em que está colocando seus pés é seguro e capaz de oferecer alguma estabilidade, ainda que relativa.

Sonhar descendo escadas com medo sugere que neste momento é importante que o sonhador confie que essa “escada” que ele decidiu seguir em busca das mudanças desejadas está o levando a um bom destino. É tempo de seguir confiante em seus passos, e principalmente, a ser receptivo.

Podemos trabalhar a capacidade de sermos receptivos, fortalecendo de nossa energia yin e feminina simplesmente ao tentar aplicar mudanças no modo como encaramos e lidamos com nós mesmos.

Tentar mudar a tendência que muitas vezes temos de tentar silenciar os nossos pensamentos pode ser um exemplo. Quando nós nos forçamos a algo, a agir, estamos sendo yang. Podemos então, ao invés disso, treinar para tentar ouvir estes pensamentos com maior atenção, através da implementação de novos hábitos. Transcrever nossos pensamentos em um caderno, como quem conversa com um amigo confidente pode ser um deles. Essa atitude, ainda que simples, é muito positiva, porque nos faz sair padrão de comportamento de simplesmente reprimir e censurar (de novo, sendo yang) tudo aquilo que pensamos – e por diferentes motivos julgamos como errado ou impróprio.

Um outro exemplo pode ser o de reservar alguns minutos ao dia para tentar entender o que parece ter motivado os momentos de raiva e tristeza que tivemos ao longo do dia, indo contra nossa tendência natural à auto punição e a simplesmente afirmarmos para nós mesmos do quão burros, retrógrados, não-merecedores fomos por mais uma vez por termos agido daquela maneira.

A mudança é sempre mais efetiva quando buscamos entender e tratar o problema pela causa, nunca pelo sintoma.

Para sonhar descendo escadas com medo, a mensagem conselho que intui que eu deveria transmitir veio fortemente influenciada pela carta Valete de Copas, uma carta que prioriza muito a importância da nossa não-desconexão com as nossas emoções. Quando conseguimos fazer esse estudo, buscando entender o sentido lógico por trás de cada emoção que imerge, aliando o yang (ao buscar o sentido lógico) e o yin (o ouvir e o sentir), encontramos em nós uma sabedoria que é como uma chave de acesso à um baú de tesouros. Percebemos que nossas emoções sempre podem ser capazes de nos trazer percepções de questões até então estavam não trabalhadas.